Cultivando uma mentalidade ágil

Por Oscar Correia | 29/11/2017

A parte mais difícil de sofrer uma transformação ágil é implementar uma mentalidade ágil. Cultivar uma mentalidade ágil exige um treinador experiente que será capaz de demonstrar e ensinar os valores do manifesto ágil, bem como as habilidades técnicas que fazem parte dos princípios e métodos.

Um mestre em métodos ágeis (master of the agile methods) sozinho pode mostrar às pessoas como fazer ágil, enquanto um mestre no ensino de métodos ágeis (master at teaching agile), por outro lado, é um arquiteto transformacional, instilando uma mentalidade ágil em toda a organização. Alguém que é capaz de inspirar a mudança, alguém que habilita as pessoas a desenvolver uma mentalidade ágil, ensina os times a aprender a ser ágil, ao invés de dizer-lhes como fazê-lo.  Ambos os papéis têm valor, e enquanto você precisar de um ou outro, os melhores resultados são sempre quando há um casamento de duas forças que se complementam.

Aqui estão as 8 melhores coisas a serem encontradas ao escolher um treinador ágil:

  1. Um agilista promove a conscientização - Raramente começará com uma abordagem de big bang. Primeiro observará e fará uma análise do problema falando com as diferentes partes interessadas para obter uma visão holística do problema. Conhece outros métodos ágeis, para poder fazer um julgamento sobre o que é necessário para aliviar um problema específico.

 

  

  1. Um agilista define o sucesso - Um bom treinador ágil sempre embarcará em uma jornada de treinamento de liderança como parte de sua oferta de serviços, pois eles entendem a importância de definir o sucesso a nível organizacional, bem como assegurar o alinhamento com a visão e os valores da empresa. Irá certificar-se de alcançar constantemente marcos definidos e poderá quantificar o progresso. 

   

 

  1. Um agilista dá um passo por vez - Como na história da tartaruga e da lebre, um treinador ágil pode ser comparado com a tartaruga, ele é lento, contudo, progridem em direção aos objetivos.

Manter todos concentrados.

Garante hábitos e cultura antes de incorporar a próxima equipe.

  

 

  1. Um agilista persevera - A única coisa com a qual você pode ter certeza quando se embarca em uma transformação ágil é que haverá obstáculos. Um bom treinador ágil irá garantir que a organização atenda seus marcos, mesmo quando as coisas ficam difíceis. É fácil continuar quando as coisas seguem de acordo com o plano, mas é quando as coisas começam a falhar, que você pode ver a coragem e a integridade do líder e do treinador.

 

 

  1. Um agilista ajuda você ganhar uma perspectiva diferente - um bom agilista faz as perguntas certas para ajudá-lo a ver uma perspectiva diferente (os 5 porquês). Eles não dizem o que fazer ou como fazê-lo. Em vez disso, eles demonstram uma possibilidade e, em seguida, faz perguntas que o ajudarão a encontrar sua própria solução.

 

 

  1. Um agilista apoia em vez de sufocar - Não lhe dizem o que fazer, mas também não deixam você sozinho para combater o problema. Encontrarão o equilíbrio perfeito para permitir que você cresça, garantindo que tenha todo o suporte para alcançar seu objetivo. O treinador ágil tem uma visão de um drone de toda a organização.

 

  1. Um agilista é compassivo e justo - O treinador ágil não faz julgamentos com base em um conjunto de regras pré-definido. Ele julga cada situação depois de avaliá-la cuidadosamente em diferentes perspectivas. Percebem que as pessoas são a parte mais importante de qualquer organização, e que as pessoas, além dos robôs, têm bons e maus dias (nem todos são iguais), tornam o local de trabalho um lugar mais humano, e faz julgamentos justos.

  

 

  1. Um agilista nunca para de aprender - Inerentemente, a agilidade e a cultura de aprendizagem em uma organização, é a mesma coisa. Você não pode continuar melhorando ou, como diz o manifesto, "descobrindo maneiras melhores" para fazer as coisas, se não continuar a aprender. Ele precisar continuar a se inscrever em cursos, workshops e eventos onde pode ouvir o que outras organizações ou pessoas estão fazendo.

 

Oscar Correia         – Agile Coach / Scrum Master

                            – Graduado em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

                            – Contribuidor no Project Management Institute

                            – Community Member Writer da Scrum Alliance

                            – Certificação: CSP / CSM / Lean Six Sigma

                            – Palestrante

                            – Escritor contratado pela editora Tate Publishing, USA


Gostou do artigo? Compartilhe para que seus amigos também possam ler.