O novo hoje: Mundo agile

Por Oscar Correia | 24/10/2017

No novo mundo onde líderes entendem que pessoas vem antes de processo, mesmo um CEO que trabalha com agile não exerce um papel de tenente-general na equipe, seria mais como um jardineiro que cuida de todo o terreno e a paisagem para que a equipe possa trabalhar e produzir melhor. Num processo empírico onde todos aprendem, compartilham aprendizado, existe transparência, inspeção e adaptação. 

Vejo empresas que trabalham no estilo cascata no olho do furacão, estão tão ocupadas com a correria que não conseguem entender o processo de se trabalhar em agilidade e todos os seus benefícios, eles tem uma "prioridade" para determinadas tarefas, mas logo chegam outras tarefas no meio da execução e essas são a "nova prioridade", trazendo consigo o débito técnico, trabalho que se estende até depois da meia noite, retrabalho, colaboradores cansados da empresa e dos gestores, não é à toa que algumas revistas em 2017 informaram que até 2020 a depressão será a doença mais incapacitante do mundo principalmente por causa do ambiente de trabalho, onde há competições e cobranças por bom desempenho, é comum as pessoas nem comentarem sobre a enfermidade. Nesses casos, o melhor é tirar férias ou licença médica. 

Segundo dados da OMS (Organização Mundial da Saúde), a enfermidade afeta cerca de 340 milhões de pessoas e causa 850 mil suicídios por ano em todo o mundo. Somente no Brasil, são cerca de 13 milhões de depressivos e 30 suicídios diariamente. O estilo de trabalho cascata traz consigo casos de assédio moral cada vez mais exorbitante. Quando uma empresa do mundo cascata chama alguma consultoria que trabalha com agilidade e mindset ágil, palavras e ações como:

 

Foco - trabalho em equipe, decidir o que é mais importante (reflete no backlog), responsabilidade de compartilhar, visão do produto

Abertura - solicitar ajuda, oferecer ajuda, admitir que erramos (reflete no Sprint)

Coragem - para ser transparente, admitir que não sabemos de tudo (reflete na retrospectiva) (alterar direção)

Compromisso - empirismo, dedicação, mudança (reflete no Sprint Planning) (PO)

Respeito - para que pessoas possam fazer o seu melhor, opiniões (reflete no Sprint Review) (SM)

 

Toda essa visão é algo totalmente inaceitável para eles, não é à toa que os processos trabalhistas têm aumentado a cada ano, sem contar sites que colaboradores podem expressar a verdade sobre a empresa, estão dando ponto negativo em vários requisitos. Grandes empresas que trabalham com agilidade têm comprado muitas empresas que não estão conseguindo entender esse novo mundo e não faturam mais como antes. 

 

Como vencer

Imagina 8 Apolos (um dos deuses olimpianos) remando um barco num alto ritmo para chegar até a costa, se um dos oito não remar, os outros sete irão querer matar esse que não está ajudando, da mesma forma é o trabalho de uma equipe agile, todos trabalham no mesmo intuito e direção para obter o resultado correto. 

Roadmap em escala é um ótimo começo para verificar (e não pontuar as pessoas) a perspectiva das pessoas, processos, negócio, maturidade do time, operações, etc., tudo o que a empresa precisa saber para os objetivos estratégicos, problemas e necessidades. No andamento do processo irão ter erros, normal, o que não é normal e manter os erros durante anos fazendo com que colaboradores deixem a empresa, no mundo da agilidade esses erros são corrigidos, são lições aprendidas e lembradas frequentemente para que possamos constantemente melhorar as definições. Fica mais fácil de olhar o objetivo, fica tangível. 

Papéis, artefatos, eventos e regras do framework que escolher são imutáveis e embora seja possível implementar somente partes de um determinado framework, o resultado não será igual. O framework existe somente na sua totalidade, funcionando bem como um container para outras técnicas, metodologias e práticas. 

Lembrando que cada incremento do produto é completamente testado garantindo que todos os incrementos funcionam juntos. 

Sempre lembrando de usar o mindset ágil, PNL (programação neuro linguística) e CNV (comunicação não violenta) e o que é fácil para você não é fácil para a outra pessoa, saiba entender que ninguém é cem por cento perfeita, todos erram e cargo de confiança não significa que agora você tem super poderes em não errar, que não existe mais falibilidade.  

Mesmo se errou a estratégia, não se preocupe, as vezes é preciso fazer um restart de como está o andamento das coisas, pode ser uma estratégia de restart de 1 hora, 1 dia, ou mais, verificar se aquilo que foi acordado antes está dando certo, se coabita com realidade atual do projeto ou precisa rever outra estratégia para o andamento do projeto, esse restart será de extrema importância para a conclusão dos projetos sem baixas em seu decorrer.

 

Oscar Correia         – Agile Coach / Scrum Master

                            – Graduado em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

                            – Contribuidor no Project Management Institute

                            – Community Member Writer da Scrum Alliance

                            – Certificação: CSP / CSM / Lean Six Sigma

                            – Palestrante

                            – Escritor contratado pela editora Tate Publishing, USA

 

 


Gostou do artigo? Compartilhe para que seus amigos também possam ler.